.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

CARTIER LANÇA LA PANTHÈRE


CARTIER LANÇA LA PANTHÈRE

"A pantera é o único animal cujo odor é naturalmente agradável. O hálito da
pantera é agradável ao olfato dos outros animais, e por isso ela caça
escondida, atraindo a presa com seu perfume."

Teofrasto

"Toda mulher tem um lado felino, e toda flor tem em seu coração notas
olfativas de animal.

Mathilde Laurent, Perfumista da Cartier 

LA PANTHÈRE 

A pantera é o símbolo da feminilidade Cartier: divina, extravagante e
rebelde. Numa palavra, ela é livre. Livre para amar e viver a vida
plenamente, com paixão, olho no olho. 

A pantera inspirou um perfume de Cartier nos anos oitenta. A fragrância
capturava o zeitgeist daquele momento, mas precisava de uma atualização, um
rumo mais contemporâneo -- um acorde inesperado, quase paradoxo: um floral
feral. 

Mathilde Laurent, perfumista da Cartier, usou a gardênia como ponto de
partida. A partir do frescor dessa flor, ela se dispôs a criar uma
fragrância que deixasse um rastro puro e hipnótico de cor, e chegasse ao
limite da natureza animal. 

No coração da fragrância a pantera se prepara para seduzir com a supremacia
sensual de um rastro cheio de sol. O perfume feral porém floral cativa com o
charme de uma criatura irresistível, celebrada por escritores de Teofrasto a
Dante por seu poder de atração -- o perfume mais sedutor em todo o reino
animal. 

UM FLORAL FELINO 

Floral, porém feral. A cativante ambiguidade de La Panthère se ilumina com
uma presença pura e primal de uma flor vibrante envolvida em nuances
aveludadas de chypre.

A natureza animal pulsa no coração de uma gardênia domesticada, palpável
como uma carícia felina, revelada na arquitetura de um musk ao mesmo tempo
tradicional e contemporâneo, corpóreo e abstrato. 

Marcada pela suavidade, a delicada surpresa de um acorde triplo de chypre,
floral e musk, um tríptico de emoções que evocam a personalidade da
pantera.. 

Felino e floral se juntam para criar a fragrância La Panthère, alegoria da
feminilidade Cartier que seduz com seu espírito livre e elegância natural. 

PANTERA DENTRO DO FRASCO 

Entalhado de dentro para fora num feito inédito de habilidade artística. 

Uma pantera espreita como pedra preciosa dentro de um bloco de vidro. O
frasco enigmático executado com maestria confere uma presença felina em tons
ferais. 

O frasco inovador é entalhado de dentro para fora, um feito inédito na
perfumaria. Assim como os mistérios de sua relojoaria foram motivo de
fascinação no passado, a Casa volta a capturar a imaginação com mais uma
técnica enigmática. 

Como pode ser? Este totem extraordinário causa espanto e fascinação. Um
maxilar quadrado e olhos lapidados se projetam numa cabeça cheia de ângulos
precisamente esculpidos. As linhas simples e múltiplas facetas do desenho
minimalista se suavizam com um raio de luz do sol. 

Laranja e dourado são o reflexo surpreendente de um gardênia animal
inflamada por notas de chypre. O felino floral se cristaliza na proporção
perfeita das laterais de vidro em bruto, dando um quê de divino à pantera em
toda sua feminilidade aveludada e rastro hipnótico. 

O frasco magnífico é coroado por uma tampa em metal que se pressiona para
extrair o perfume. Este feito arquitetônico de linhas simples e geométricas,
minimalista ao extremo, oferece uma interpretação decididamente cubista ao
reino da pantera. 

CAMPANHA LA PANTHÈRE 

Por trás das lentes 

Cartier contou com o olhar aguçado do diretor Sean Ellis, nomeado para o
Oscar em 2006 por seu curta metragem Cashback, para filmar a sequencia do
perfume La Panthère. 

Uma noite em Paris, na ponte Bir-Hakeim, um olhar hipnótico, uma presença ao
mesmo tempo cativa e cativante ... 

O espírito e emoção se revelam numa extraordinária tomada que acompanha o
rastro de amor e liberdade deixado pelos passos da modelo Erin Wasson. 

Sugestão de preço

LA PANTHÈRE EAU DE PARFUM 

Spray 
30 ml - R$390,00
50 ml - R$490,00
75 ml - R$690,00